identificar um diamante

Como identificar um diamante? 5 formas de diferenciar essa pedra única

O diamante é uma das pedras mais valiosas do mundo. Trata-se de um cristal composto de carbono. É o material mais duro do planeta, ou seja, o mais resistente ao risco. A pedra bruta, encontrada de forma natural nas minas, é diferente da pedra lapidada.

Quando queimado, o diamante vira gás carbônico, que é um gás exalado pelos seres vivos durante a expiração e absorvido pelos vegetais para formação de sua seiva alimentar.

Mesmo considerando-se um diamante lapidado, o consumidor pode se enganar e comprar uma pedra falsa. Veja 5 formas de identificar um diamante e evite ser ludibriado pelos espertalhões!

1. Utilize o seu bafejo

É isso mesmo! Por mais curioso que pareça, a estratégia costuma funcionar, especialmente em diamantes que estão cravados em joias. Para isso, coloque a pedra diante de sua boca e bafeje sobre ela — do mesmo modo que faz diante de uma vidraça ou espelho para escrever sobre ele.

Caso ela permaneça embaçada depois de dois segundos, as probabilidades de ser uma falsificação são grandes. Um verdadeiro diamante dispersa o calor rapidamente, o que faz com que ele fique embaçado somente por pouquíssimos instantes.

2. Use uma lupa de joalheiro

A lupa de joalheiro também ajuda a identificar um diamante. O verdadeiro diamante tem imperfeições. O diamante falso, por outro lado, fabricado em laboratório ou feito de zircônia cúbica, não apresenta imperfeições.

As imperfeições de um diamante são chamadas de “inclusões”, oriundas dos procedimentos de mineração. Verifique, com a lupa, se o diamante oferece mudanças sutis em sua cor e/ou pequenas manchas, pois nesse caso ele é um autêntico diamante.

3. Observe a intensidade e a cor do brilho

Os reflexos de um verdadeiro diamante têm tons de cinza. Se ele apresenta cintilações coloridas, pode ser falso ou de baixa qualidade. Brilho e refração são conceitos distintos. O brilho está associado à intensidade com a qual a luz é refletida no diamante, enquanto a refração está associada à cor da luz refratada. Um diamante autêntico brilha com intensidade, mas não exibe colorido.

As imitações de vidro ou quartzo brilham bem menos que o diamante original. Portanto, se possível, use essas imitações para fazer uma comparação. Tenha cuidado! Existe uma pedra cujo brilho é tão intenso quanto o do diamante: é a moissanite. Por esse motivo, até profissionais especializados têm, às vezes, dificuldades de distingui-las entre si. Coloque a pedra bem próxima ao olho e segure uma lanterna acesa na direção da pedra — se visualizar as cores do arco-íris (indício de dupla refração), a pedra é moissanite, e não diamante.

4. Teste a resistência da pedra

Outra forma de identificar um diamante é testando a resistência da pedra à mudança brusca de temperatura. Aqueça a pedra com um isqueiro por alguns segundos. Em seguida, deixe-a cair em um copo de água.

A expansão e contração rápidas serão uma sobrecarga na tensão de minerais mais frágeis, como quartzo e sílica (que compõe o vidro). O diamante autêntico, contudo, certamente resistirá.

5. Jogue a pedra em um copo de água

Um teste simples, mas eficiente. Jogue a pedra em um copo de água:

  • um diamante autêntico vai ao fundo por causa da densidade alta;
  • um diamante falso ficará boiando na superfície ou no meio da água.

6. Exija um certificado de garantia

Quando for comprar seu diamante, exija que a loja lhe forneça um certificado de garantia. Esse documento comprova que a pedra foi submetida aos testes profissionais necessários e foi aprovada. Você poderá, assim, identificar um diamante sem ter que realizar muitas experiências.

Há diferentes maneiras para realizar a identificação de um diamante autêntico. Escolha uma delas e nunca se esqueça de pedir a certificação.

Agora que já sabe como identificar um diamante de verdade, distinguindo-o de um diamante falso, curta a página da WM Joias no Facebook, lá você também encontra diversas dicas!