ouro 18k

O que é ouro 18k?

Um dos materiais mais usados na indústria joalheira é o ouro, por ser um material altamente desejado, versátil e evidentemente raro. Quando falamos sobre o ouro, normalmente falamos também no termo quilate, simbolizado pela letra “k”. Com certeza você já ouviu falar no termo “ouro 18k”, não é mesmo?

A grande questão é: você sabe do que se trata? É compreensível que traduza um tipo de ouro bastante valorizado, mas por que será que ocorre essa indicação? Para entender melhor sobre o tema e encontrar tantas respostas relacionadas ao ouro, continue a leitura do post.

O que é o quilate

O quilate consiste na medida de pureza do ouro. Como isso é feito? Trata-se de uma avaliação padrão, que é dividida em 24 partes. No caso, o ouro puro, mais fino, será considerado o de 24k, o que significa dizer que as 24 partes daquela divisão são compostas de ouro.

O ouro 24k, no entanto, é fácil de ser dobrado e amassado, é muito frágil. Por isso, normalmente é combinado com outros materiais (formando ligas metálicas), a fim de garantir que as joias que serão confeccionadas com o material sejam mais duráveis e mais brilhantes.

A origem do termo

O termo quilate surgiu a partir da moeda solidus, criada por Constantino, o Grande. Na época do imperador romano, a moeda era cunhada em ouro fino, de modo que seu peso era semelhante a 24 sementes de alfarroba. Daí a origem também do termo 24k para designar o ouro puro.

O ouro 18k

O ouro 18k é considerado o ideal para a joalheria refinada, por isso é o mais utilizado nas joias modernas no Brasil e em todo o mundo. Menos frágil e mais aceito pelo mercado, o ouro 18k apresenta cerca de 75% de ouro em sua composição.

Isso significa dizer, portanto, que a peça vem composta por 18 partes de ouro e seis partes de outros metais. Essas ligas metálicas podem trazer também o cobre, zinco, níquel, a prata e/ou o paládio. A quantidade de cada um desses metais e quais serão escolhidos varia de acordo com a qualidade que se deseja atingir com a fabricação da joia, entregando-lhe mais brilho, mais cor ou mais resistência.

O ouro 14k

De pureza menor em comparação com o ouro 18k, podemos encontrar ainda o ouro 14k. Ainda é ideal para a indústria joalheira, mas a qualidade do material é mais baixa, com apenas 58,3% de ouro e sua composição. Vale salientar que a indústria joalheira não aceita nível de pureza inferior ao 14k.

O quilate do diamante

O termo quilate também é associado ao diamante, mas nesse caso traz um sentido diferente. Enquanto o quilate do ouro é equivalente à pureza do material, o quilate do diamante (também de outras gemas) é, na verdade, uma medida de peso. Quando se trata de uma unidade de peso, ao invés de ser representado pela letra “k”, o quilate é representado pelas letras “ct”.

Então, como podemos ver, o termo ouro 18k é uma alternativa para as peças feitas em ouro, que sendo puras deveriam ser mais grossas e pesadas. E, ainda assim, seriam menos resistentes, o que reduziria seu custo.

O que achou de saber mais sobre o tema? Curta a página da WM Joias no Facebook e acompanhe outras postagens como essa!